Que a Vontade de Domingo sobre amanhã!

27 05 2008

Após empate de 1×1 em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, Vasco e Botafogo se preparam para, dois anos depois, tentar reeditar uma final carioca na Copa do Brasil.

Pela primeira vez no Engenhão, o Vasco chegou como um visitante ingrato e logo antes de 1 min de jogo abriu o placar. Quem deu o ‘presente” aos donos da casa foi o único titular vascaíno, o zagueiro Eduardo Luiz, que após cobrança de escanteio e desvio de Alan Kardec compeltou facilmente para o fundo do gol.

No primeiro tempo os cruzmaltinos tiveram ainda duas chances com Alan Kardec e Alex Teixeira, mas a partida foi fraca – tecnicamente, já que força física e vontade não faltaram. Entre bordoadas e pontapés, as equipes seguiram lutando muito, mas o que sobrou em vontade, faltou em técnica.

Até que aos 41 do segundo tempo, o Botafogo (que jogou com alguns titulares) empatou com Lúcio Flávio, o qual entrou no segundo tempo, de penalti. Duvidoso, por sinal, mas com certeza, tanto Vasco quanto Bota estavam com a cabeça em Sport e corinthians, respectivamente.

Amanhã, o Bota enfrenta o time paulista no morumbi; o Vasco enfrenta os pernambucanos em São Januário. Todos os ingressos para ambas as partidas estão esgotados. Em parte, pela ação dos cambistas, que impediram que alguns torcedores (como eu!) conseguissem seus ingressos.

Mas, deixando a revolta de lado, os dois times da casa precisarão bastante da força de suas torcidas: o corinthians (sem 4 titulares) perdeu no Engenhão por 2x1e precisa vencer o Botafogo por 1×0 para ir a final; já o Gigante da Colina precisa derrotar o surpreendente Sport por 3×0! Tarefa muito difícil, mas não impossível. Vide Vasco x Lanus pela sulamericana, ano passado e até o flu contra o são Paulo na semana passada, exemplo de superação.

Acho que o Bota precisa mais é de cabeça para passar pelos paulistas…o Vasco precisa de cabeça, futebol, vontade e tudo que puder somar para passar pelo Sport. Que a vontade do clássico de domingo sobre amanhã para ambos. Porém, com muito mais técnica.

Enfim, torço por uma final carioca como em 2006. Lembrando, que pelo menos um carioca figura nas finais da competição desde 2003, o que é bom, mas nem tanto. Afinal, seria muito melhor estar entre os finalistas da Libertadores..mas isso deixa com o flu esse ano!

Boa sorte pra Vasco, Botafogo e Fluminense amanhã!

Abraços, Guilherme de Alencar

Anúncios




Que falta faz um goleiro…

18 05 2008

Estou começando a acreditar na velha máxima que “todo bom time começa com um bom goleiro”. A maior carência que o Fluminense tem, já há alguns anos, é no gol. Fernando Henrique titular é um absurdo, um desrespeito com uma camisa que já teve Castilho, Félix e Paulo Victor. A diretoria até tentou mudar esse quadro, contratando o promissor Diego junto ao Atlético Paranaense em 2006 – mas não deu certo, e, mais uma vez, FH volta à sua bisonha titularidade. Nesse ano de Libertadores, tentamos o Felipe, do Corinthians, e Diego Cavalieri do Palmeiras, mas, infelizmente, sem sucesso. Ninguém quer o FH, muito menos a torcida tricolor. Semana passada deu o gol ao Adriano no jogo mais importante da história do Flu até então. Hoje, conseguiu falhar contra o Náutico, mas sobre esse jogo eu comento daqui a algumas linhas. Espero que nesse próximo jogo contra o São Paulo, ele não apronte mais uma das suas.

Chega de Fernando Henrique. Por favor, contratem um goleiro condizente com a história tricolor.

Flu x Náutico – O Flu provou que precisa de reforços para almejar algo no Brasileiro. Contra o Náutico, neste domingo, no Maracanã, o time tricolor foi envolvido do começo ao fim, apesar de ter perdido um penalti(inexistente). O mistão de juniores e reservas foi um desastre, mas serviu para mostrar que Maurício, David e Carlinhos não podem jamais ser opções para o time titular. Ao contrário de Marinho e Alan, que, junto com Tartá, devem ser lançados aos poucos para não se queimarem.

Enfim, quarta-feira tem Fluzão no Maraca! Estarei lá no meio de 80 mil tricolores! Vamos, Fluzão!





E a zebra foi pro mato…

14 05 2008

Depois de vencer a zebra do campeonato por 5x1na primeira partida e praticamente carimbar o passaporte para as semifinais da Copa do Brasil, O Vasco foi a Maceió e derrotou o corinthians alagoano de novo, desta vez por 3×1. O time carioca aguarda a partida entre Inter e Sport para saber quem será seu adversário.

O jogo entre Vasco e Corinthians-AL foi marcado para as três horas da tarde, devido a ausência de refletores no estádio do time de Alagoas. Nelson Feijó, também conhecido como “Nelsão”, esteve lotado, e a torcida vascaína (muito forte nessa região) foi maioria.

Com isso, os cariocas se sentiram em casa, e desde o início da partida cadenciaram o jogo, administrando o resultado que lhes era muito favorável. Os alagoanos não pressionaram, mesmo assim levaram perigo ao gol de Tiago por duas oportunidades- ainda antes dos 20 minutos- obrigando o goleiro a fazer defesas difíceis. Porém, aos 22 do primeiro tempo, Edmundo tocou na frente pra Leandro Amaral que, tendo partido de antes do meio campo, aproveitou a linha burra da zaga adversária e saiu cara a cara com o goleiro. Deu um drible da vaca e sem dificuldades concluiu pra gol.

O Corinthians mal teve tempo de reagir, pois aos 27 minutos, Alex Teixeira recebeu na direita, invadiu a área e pedalou pra cima do zagueiro, depois só tocou com categoria no canto esquerdo do goleiro. Se ainda existiam dúvidas quanto a classificação vascaína, elas se acabaram com esse gol.

A partir daí o Vasco foi segurando o resultado, e o honrado time alagoano se preocupou apenas em jogar futebol; bom futebol por sinal. Talvez tenha sido uma tentativa dos jogadores de, quem sabe, projetarem seus nomes no futebol brasileiro. Essa é a maior graça da democrática Copa do Brasil!

foi assim durante todo o segundo tempo, que ainda teve Nil descontando para o Corinthians em cobrança venenosa de falta (pra mim, com falha do Tiago), e Rodrigo antônio ampliando para os cariocas nos acréscimos, apó mais uma assistência de Edmundo.

No fundo, todos já sabiam que era quase impossível o Vasco ser eliminado. Milagres como o do América do méxico não acontecem toda semana…

Na próxima fase o Vasco pega internacional ou Sport. Na primeira partida os colorados venceram por 1×0 no Beira-rio; jogam por um empate na ilha do Retiro. Do outro lado da chave, o corinthians(esse é o paulista mesmo) venceu o São Caetano e aguarda a definição do confronto entre Botafogo e Atlético mineiro.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS-AL 1 X 3 VASCO

Estádio: Nelson Feijó, Maceió (AL)
Data/hora: 14/5/2008 – 15h (de Brasília)

Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Belmiro da Silva (BA) e Adson Marcio Lopes Leal (BA)

Cartões amarelos: Pablo e Jorge Luiz (VAS); Rogérinho, Du, Reinaldo Alagoano, Nélio, Carlos Renato e Daniel (COR)
Cartões vermelhos: –

GOLS: Leandro Amaral, 22’/1ºT (1-0); Alex Teixeira, 27’/1ºT (2-0); Nil, 16’/2ºT (2-1); Rodrigo Antônio, 47’/2ºT (3-1)

CORINTHIANS-AL: Veloso, Maizena, Rodrigo (Éverton, 30’/2ºT, Wilson e Rogerinho; Carlos Renato, Du (Nil, intervalo) e Daniel; Fábio Neves, Serginho (Nélio, 17’/2ºT) e Reinaldo Alagoano. Técnico: Gilmar Batista.

VASCO: Tiago, Rodrigo Antônio, Luizão e Jorge Luiz; Pablo (Vilson, intervalo), Jonílson, Leandro Bomfim (Souza, 46’/2ºT), Alex Teixeira (Wagner Diniz, intervalo) e Madson; Leandro Amaral e Edmundo. Técnico: Antônio Lopes.

Fonte:Netvasco

Até mais!

Guilherme de Alencar





Está dada a largada!

10 05 2008

O Brasileirão começou! O campeonato mais disputado do mundo teve a primeira parte de sua primeira rodada neste sábado, 10 de maio, mesmo dia de estréia do blog.

 

Globoesporte.com

  • Na Série A, o destaque ficou para a magra vitória de 1×0 do Grêmio sobre o misto do São Paulo em pleno Morumbi, gol do zagueiro Pereira. A equipe paulistana ainda necessita de uma atuação convincente nesse ano para vestir, realmente, a camisa de favorita em todas as competições que disputa. No meio da semana, há o complicado encontro com o meu Fluzão, ainda que na capital paulistana. Encontro que, talvez, será o divisor de águas para a equipe no ano – se eliminada, poderá ser a despedida do técnico Muricy Ramalho.

  • Na Bahia, o Cruzeiro arrancou um bom resultado de 2×0 diante do Vitória, time que retornou à Série A em 2008. Sem demonstrar abalo com a eliminação para o Boca no meio da semana, pela Libertadores, o time mineiro fez os dois gols ainda no primeiro tempo, com Bida, contra, e o artilheiro Marcelo Moreno. Com essa boa estréia, espero que o Cruzeiro repita o bom início de Brasileiro do ano passado e disputa o título.

  • Já na estréia da Série B, o destaque ficou com a estrela da competição: o Corinthians. Mesmo saindo atrás no placar contra o CRB, a equipe virou o placar para 3×1, com 2 gols do herói corintiano do momento: o argentino Herrera. Demonstrando essa dedicação em campo e fazendo gols, não demorará para o jogador conquistar o coração carente do “bando de loucos”.
  • Outros resultados: Série A – Náutico 2 x 1 Goiás; Série B – Bahia 1 x 1 Fortaleza, Cerá 2 x 1 Juventude, São Caetano 3 x 0 Ponte Preta, Brasiliense 2 x 2 Marília e Criciúma 1 x 0 América-RN.

É isso aí, galera! Amanhã tem mais!

 

Fred Cochrane