Ahh, Edmundo!

30 05 2008

Eu pedi que não faltasse vontade, garra e determinação ao time do vasco no difícil jogo contra o sport. E não faltou. Fiquei feliz de ir a São Januário e ver mais que um estádio lotado e fervendo como de costume – e a torcida mais bonita do que nunca. Vi um time que se dedicou até o último minuto em busca de reverter o placar do jogo anterior.

O Vasco não fez uma de suas melhores partidas tecnicamente, mas na base do empenho conseguiu fazer um gol aos 19 do segundo e outro já nos acréscimos. Não pude deixar de lembrar que escrevi na terça-feira que o jogo Flu x São paulo deveria servir de exemplo para o Vasco. O segundo gol- do Edmundo- foi suado e saiu no finalzinho, assim como o de Washington; o primeiro-do Leandro amaral- deu esperança assim como o de Dodô. A diferença é que o gol no sufoco, do vasco, não foi o da classificação.

Infelizmente, o gol do animal apenas adiou a eliminação. Logo no primeiro pênalti ele mesmo isolou a bola. Ninguém mais perdeu e o Sport, com muito mérito, se classificou pra final. Apesar de achar que pênalti não é loteria, mas sim competência (que sempre faltou ao animal pra cobrar pênaltis), sai orgulhoso de São Januário. O Vasco lutou muito e – infelizmente- foi eliminado por incompetência de um único jogador. Talvez se não fosse o Edmundo o Vasco não teria chegado ao empate no final, talvez nem a semifinal. Mas ele errou quando não podia errar! Não estou sacrificando ele, só o culpando pela derrota, o que é bem diferente e pra mim não é nada demais. Os jogadores estão ali pra isso e errar faz parte. Os torcedores que têm a mania de considerar a pior pessoa do mundo o cara responsável pela derrota. E ele não é. Também não seria a melhor pessoa do mundo caso fosse o principal responsável pela vitória.

Continuo o considerando ídolo, craque e tudo mais, mas espero que ele bote na cabeça que pênalti não é pra ele. Isso não é um grande problema, apenas uma limitação. Têm muitos jogadores que não fazem a metade do que ele faz mas batem pênalti melhor do que ele. Espero que o grito desse último ano de carreira (pelo menos ele disse que é ) seja o “Ahhh, eh Edmundo!” de exaltação, não o “Ahh, Edmundo” de lamentação.

Mas enfim, estaria com vergonha se meu time não tivesse lutado da maneira que lutou, se tivesse levado um 3×0 do sport em São Januário. Perder faz parte do futebol, assim como vencer. A grande questão não é perder ou vencer, mas sim como perder ou vencer. Estou mais orgulhoso da derrota do meu time do que estaria caso ele tivesse vencido com um erro descarado a seu favor. Garanto que os tricolores estariam muito orgulhosos mesmo se o Washington não tivesse feito aquele gol. Parece que parte da torcida vascaína concorda comigo, tanto é que os aplausos foram maiores que as vaias ao fim da partida. Vida que segue.

“Sou vascaíno e o sentimento não pode parar”

Saudações Vascaínas!

E boa sorte ao Flu na Libertadores.

Anúncios

Ações

Information

3 responses

30 05 2008
Brenoca

Adeussssssss cucaaaaaaaaa!!!!!!!!!!vá pra pqp!!!vai tirar título de outro agora!!!
E sobre o texto,faz parte mesmo!
Meu querido zé carlos perdeu tambem,nem por isso estou com raiva dele.Haha.Na verdade eu estou bem feliz,graças ao penalti perdido mestre cuca deu um ninja,depois de fracassar em 9.926 campeonatos pelo botafogo.Hehehe!
Mas sério,faz parte mesmo,e eu posso falar pois passei por isso ano passado e esse ano…hehe.
E posso culpar alguem em todas as vezes,hehe…retranqueiro,medroso,treinador de amiguinhos,burro pra cacete.
Agora sobre o Edmundo,mole dele bater penalti,nunca foi de bater bem.E ele tinha que pedir pra não bater,porque ali no time todos querem que ele bata.Vai ver por isso ele ainda bate,pra não desapontar a torcida e os jogadores do Vasco.Mas acho que batendo ele acaba vendo que é mais facil desapontar perdendo o penalti.
Agora é Geninho no fogão!!!hahahaha

30 05 2008
Marilia

Não posso dizer que me orgulhei do Vasco porque infelizmente não pude fui a esse jogo, mas digo que me orgulho de você. Que texto, meu bem! Claro, direto, consciente, consistente, convincente. Posso dizer que concordo com quase tudo o que você disse, me senti representada – e o que mais seria um escritor senão porta-voz de si mesmo ou dos outros?

30 05 2008
Fred

Concordo, Gui. Não se pode crucificar um craque como o Edmundo, até pela história que ele tem com o Vasco.
A torcida deu um show, mas o Sport foi com méritos à final. Infelizmente a final não contará com um carioca, como vinha acontecendo.

68 mil ingressos vendidos, 2×2 na Argentina e nada de oba-oba. Desde o Santos de Pelé que nenhum clube brasileiro elimina o Boca da Libertadores. Meu Fluminense está com a faca e queijo na mão para isso.
Vamos, tricolor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: