Vitória na marra!

22 05 2008

Em um jogo onde mais de 30 mil alvinegros compareceram ao Engenhão para prestigiar o glorioso, quando as torcidas que estavam em crise com a diretoria deram trégua as desavenças, numa noite em que o Botafogo daria o primeiro passo em direção a final, o Bota demonstrou raça e garra, mesmo com a torcida estando praticamente apática, sendo superada pela torcida do Corinthians (em menor número).

Com um primeiro tempo sem muita ousadia, o Corinthians abriu o placar aos 22 minutos com Carlos Alberto, numa bobeada geral da equipe carioca e a torcida que já quase não apoiava começou a vaiar. Alguns minutos antes Wellington Paulista havia perdido uma oportunidade senão óbvia, ao menos claríssima de gol, num erro ridículo da zaga corinthiana Wellington apareceu cara á cara com Felipe e desperdiçou uma chance de ouro para sair na frente do placar. O apelido Wellingol já está começando a perder o sentido, a seis jogos sem marcar o atacante já está perdendo a mágica e o prestígio frente a torcida alvinegra.

Perdido em campo o Bota não conseguia encaixar ataques nem contra-ataques, com as peças fundamentais da equipe falhando nos mais básicos fundamentos o glorioso contou com defesas do jovem Renan e com a sorte para não sair com uma desvantagem maior para os vestiários.

No segundo tempo, após conversa nos vestiários, Zé Carlos deu lugar a Fábio que entrou em campo mostrando o que faria pelo resto da etapa complementar, atazanar a defesa do Corinthians. Após tabelinha com Eduardo na entrada da área o baixinho Jorge Henrique, sofreu pênalti de Carlos Alberto e assim deu início a uma partida muito mais emocionante daquela que foi vista no primeiro tempo. Lúcio Flávio, que ficou apagado nos primeiros 45 minutos, bateu magistralmente o pênalti e empatou para o glorioso. Daí pra fernte só deu Botafogo, com a marcação ajustada, o Corintihians não conseguiu mais atacar eficientemente e passou somente a defender e segurar a bola para ganhar tempo. Enquanto isso o Bota era só ataque, Eduardo deu lugar á Adriano Felício, e Wellington Paulista saiu para a entrada de Alexsandro. O Corinthians seguia com o joguinho retrancado e apenas saía nos contra-ataques mas com pouco perigo, aos 43 minutos um escanteio do lado direito do ataque alvinegro, a bola é alçada na área, a zaga corinthiana corta errado e a redonda sobra pra ele, Jorge Henrique, apenas oportunamente empurrá-la para o fundo das redes de Felipe e sacramentar a vitória do Botafogo.

Com atuações no máximo razoáveis Wellington Paulista e Zé carlos foram substituídos. O Bota precisa URGENTEMENTE de um novo atacante e um novo lateral direito pra quando Alessandro estiver suspenso ou machucado (quando não é uma coisa é outra, nunca vi igual!) alguém cobrir o vazio que aparece naquele setor do campo e alguém pra deixar o Wellingol no banco, pra ver se ele volta a fazer gols.

Ficha do jogo

BOTAFOGO 2 x 1 CORINTHIANS
Renan, Renato Silva, André Luís e Eduardo (Adriano Felício); Alessandro, Leandro Guerreiro, Túlio, Lúcio Flávio e Zé Carlos (Fábio); Jorge Henrique e Wellington Paulista (Alexsandro). Felipe, Carlos Alberto, Chicão, William e André Santos; Fabinho, Eduardo Ramos, Diogo Rincón (Acosta) e Lulinha (Fábio Ferreira); Dentinho e Herrera.
Técnico: Cuca. Técnico: Mano Menezes.
Gols: Carlos Alberto, aos 22 minutos do primeiro tempo. Lúcio Flávio, aos nove, e Jorge Henrique, aos 43 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: André Santos, Carlos Alberto, Lulinha, Fábio Ferreira, Fabinho (Corinthians); Wellington Paulista, Jorge Henrique, Alessandro, Túlio (Botafogo). Cartão vermelho: . Público: 30.707 pagantes. Renda: R$ 540.580,00.
Estádio: Engenhão. Data: 20/05/2008. Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (Fifa-RS). Auxiliares: Altemir Haussman (Fifa-RS) e Roberto Braatz (Fifa-RS).

E em homenagem ao nosso amigo Fred, parabenizo o Fluminense pela vitória sobre o São Paulo, e tenho que dar o braço a torcer, o jogo de ontem foi sem dúvida o melhor jogo do ano até agora. E deixo uma proposta: Se o Bota for campeão da copa do brasil eu vou pintar meu cabelo de preto e branco! E se o flu for campeão da libertadores o Fred vai pintar o dele de verde, vermelho e branco.

O que você acha Fred?

Rodrigo Santos

Anúncios